Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2013

Lançado o concurso da empreitada de requalificação marginal entre o Mancão e a Ribeira do Gago


Ribeira do Gago

A Sociedade POLIS Litoral Ria de Aveiro lançou, recentemente, o concurso público para a execução da empreitada de reforço de margens, para recuperação de diques e motas, entre o Cais do Mancão e a Ribeira do Gago, na Freguesia do Bunheiro, Concelho da Murtosa.
 
A empreitada, cujo valor base do concurso ascende a um milhão de euros, contempla a beneficiação dos dois cais localizados dentro da área de intervenção – a Ribeira do Mancão e a Ribeira do Gago – dotando-os de condições de parqueamento automóvel de proximidade e de pequenas áreas de lazer, transformando as envolventes em espaços aprazíveis. As condições de acostagem de embarcações, bem como o acesso aos planos de água serão acautelados na profunda intervenção a que serão sujeitas as retenções marginais dos referidos cais.
 
Também em termos altimétricos, estas infraestruturas ribeirinhas sofrerão significativas alterações na espetativa de garantir a inversão da realidade hoje vivida em que, a cada maré viva, assistimos ao transbordo de água salgada para os espaços públicos e privados, inundando as vias de circulação e salinizando os terrenos agrícolas.
 
Ao longo de toda a área de intervenção, que se estende da EN109-5, no Mancão, até à extremidade sul da variante ao centro do Bunheiro, perto da Ribeira do Gago, será requalificada a mota de proteção, procurando conferir à mesma uma dupla funcionalidade: por um lado, impedir a progressiva salinização já referida e, por outro lado, potenciar a usufruição, a pé e de bicicleta, de um território de grande valor ambiental.
 
Esta empreitada insere-se num vasto conjunto de intervenções de requalificação das áreas marginais do Município da Murtosa. Recorde-se que o troço Chegado-Ribeira de Pardelhas foi já intervencionado pela Câmara Municipal, encontrando-se em obra os troços Ameirinhos-Ribeira de Pardelhas, da responsabilidade da Autarquia, e o troço Chegado-Ribeira Nova, sob a alçada da Sociedade POLIS.

publicado por januário às 20:52
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Janeiro de 2012

Iniciadas as obras de construção da "Porta de Entrada para a Mobilidade Sustentável da Ria"



A Câmara Municipal da Murtosa iniciou as obras de construção da chamada “Porta de Entrada para a Mobilidade Sustentável da Ria”, na área existente na confluência da Avenida da Cidade de Newark e a EN 109-5, na zona dos Adeixos, na Freguesia do Bunheiro.
 
A infraestrutura, pela sua localização, junto ao principal acesso ao centro da Vila da Murtosa, terá a função de “porta de entrada” no Concelho, prestando um conjunto de serviços a todos os visitantes, em particular aos utilizadores da rede de ciclovias da Murtosa.
 
A obra contempla um espaço de acolhimento com uma área de estacionamento automóvel, pavimentado em materiais naturais, na qual será construída uma pequena edificação em madeira, com diversos equipamentos de apoio, nomeadamente cafetaria, espaço multimédia de informação turística, sanitários e armazéns para guarda de bicicletas.
 
A empreitada foi adjudicada à firma “SCARP – Sociedade de Construções Civis e Obras Públicas António Rodrigues Parente S.A”, de Albergaria-a-Velha, pelo valor de 220.735,46€ (duzentos e vinte mil setecentos e trinta e cinco euros e quarenta e seis euros) e tem um prazo de execução de 120 dias.
 
Recorde-se que a obra da “porta de entrada” tinha sido prevista para ser materializada em conjunto com a requalificação do arruamento de ligação da EN 109-5 ao centro da Vila, ao qual foi dado o nome de Avenida da Cidade de Newark, o que não veio a acontecer devido ao facto do empreiteiro responsável ter abandonado a obra antes da sua conclusão. A Câmara Municipal efectuou a denúncia do contrato e encetou novo procedimento concursal para a conclusão da empreitada, que culminou com a adjudicação à empresa SCARP, supra-citada.
 
A “Porta de Entrada para a Mobilidade Sustentável da Ria” assume-se como uma peça fundamental em toda a estratégia de Mobilidade Sustentável do Município, parcialmente materializada nos projectos “Murtosa Ciclável” e “NaturRia”, potenciadores do Turismo, do Eco-Turismo e da qualidade de vida, que são vectores estratégicos no desenvolvimento sustentável de um Território como a Murtosa.

publicado por januário às 14:11
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 29 de Novembro de 2011

Margens da Ria em requalificação, com Ecovia, entre o Chegado e a Ribeira de Pardelhas



A Câmara Municipal da Murtosa iniciou, recentemente, a empreitada de beneficiação da área marginal da Ria, entre o Chegado e a Ribeira de Pardelhas, na Freguesia da Murtosa, numa extensão de 4km. Esta empreitada, adjudicada ao consórcio “Oliveiras S.A./José Pinheiro Madaleno Lda.”, pelo valor de 1.363.286,23 (um milhão trezentos e sessenta e três mil duzentos e oitenta e seis euros e vinte e três cêntimos), contempla a reparação e consolidação das “motas” de protecção da invasão dos campos pelas águas da Ria, bem como o seu reperfilamento transversal, por forma a constituir um caminho marginal com a largura mínima de 3 metros, que possibilite a fruição, a pé ou de bicicleta, da área ribeirinha.
 
Para além disso, estão previstas obras de requalificação do cais existentes ao longo do percurso: Cova do Chegado, Bico e Ribeira de Pardelhas, intervenções que, de seguida, se explanam.
 
Cova do Chegado
Na Cova do Chegado serão construídos armazéns de aprestos para apoio à actividade piscatória exercida no local, bem como a construção de um bloco sanitário que, para além de servir os profissionais que têm a sua actividade sedeada no porto de abrigo, inaugurado em 2001, também se assumirá como equipamento de apoio ao pequeno parque de merendas que será construído na envolvente.
 
Bico
A intervenção prevista no cais do Bico pretende criar coerência urbanística no espaço, na medida em que, actualmente, a área apresenta duas faces distintas: por um lado, a nascente, o moderno porto de abrigo para pescadores, inaugurado em 2008, e, por outro, velhos ancoradouros degradados e assoreados. Tendo presente o objectivo atrás formulado, pretende-se enrocar todos os taludes dos ancoradouros e zonas marginais que se apresentam erudidos, pavimentar os espaços entre os antigos cais, criar condições para que as marés vivas fiquem contidas dentro dos planos de água e não invadam os espaços públicos envolventes, beneficiar a rede de iluminação pública, reestruturar o espaço do parque de merendas e área envolvente e beneficiar a zona do areal, que se pretende assumir como praia fluvial.
 
Ribeira de Pardelhas
Na Ribeira de Pardelhas a intervenção consistirá no tratamento do espaço situado em frente ao antigo matadouro, com criação de parque de estacionamento e percursos pedonais e na beneficiação da iluminação pública, por forma a que toda a zona envolvente ao cais fique devidamente iluminada; Também o canal da Ribeira de Pardelhas será enrocado, em pedra, em ambas as margens, desde o cais até à saída para o canal da Murtosa.
 
A obra de requalificação da área marginal à Ria, entre o Chegado e a Ribeira de Pardelhas, faz parte de uma estratégia bastante mais abrangente, que visa a requalificação de toda a área ribeirinha, no Município da Murtosa, desde a Ribeira Nova, na fronteira com a Freguesia de Veiros (Estarreja) até à Ribeira das Teixugueiras, na fronteira com a Freguesia de Pardilhó (Estarreja). Esta estratégia encontra-se plasmada no Plano Intermunicipal de Ordenamento da Ria de Aveiro e será concretizada pelo Município da Murtosa e pela Sociedade Polis Litoral Ria de Aveiro.
 
Neste âmbito, a Câmara Municipal da Murtosa adjudicou já à empresa “Brimo-Britas de Mouquim, Lda” a empreitada de requalificação da área marginal, entre a Ribeira de Pardelhas e os Ameirinhos (troço contíguo à área de intervenção da empreitada agora iniciada), pelo valor de 898.775,96 (oitocentos e noventa e oito mil setecentos e setenta e cinco euros e noventa e seis cêntimos, prevendo-se que a obra se inicie em breve.

publicado por januário às 19:14
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

Projecto Cicloria

 

Mais informações:

http://cicloria.blogs.sapo.pt/

http://turismociclavel.blogs.sapo.pt/


publicado por JCM às 14:01
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2014

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Lançado o concurso da emp...

. Iniciadas as obras de con...

. Margens da Ria em requali...

. Projecto Cicloria

.arquivos

. Março 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Setembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Maio 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

.tags

. todas as tags

.Contador

Free Hit Counters

.Equipa de Projecto

Câmara Municipal da Murtosa Presidente - Eng. Joaquim Manuel dos Santos Baptista
Edifício dos Paços do Concelho Praça do Município 3870-101 MURTOSA Telefone: 234830100 Fax: 234867636
E-mail: Presidência

Grupo de Investigação em Planeamento do Território
Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da Universidade de AveiroCampus de Santiago - 3810-193 AVEIRO
Tlf. 234-370230
E-mail: Murtosa Ciclável
SAPO Blogs

.subscrever feeds